Mommy Burnout: o esgotamento de mães sobrecarregadas

Sentir-se exausto(a) após um dia de trabalho (seja dentro ou fora de casa) é normal. Afinal, quem nunca passou o dia todo sonhando com o momento de terminar todas as tarefas, tomar um banho e se jogar na cama até o outro dia?

Sentir-se cansado(a) é normal e faz parte da vida agitada dos pais e mães, ainda mais levando em consideração o momento de tensão coletiva devido à pandemia de Covid-19 e ao isolamento social que estamos vivendo.

No entanto, quando a sensação de cansaço torna-se constante, gerando estresse, desmotivação e problemas no cotidiano, é o momento de refletir sobre as causas e consequências dessa exaustão. Afinal, o cansaço exagerado pode configurar um distúrbio psíquico.


Você já ouviu falar em Síndrome de Burnout?

Em inglês, burnout significa exaustão, depressão, fadiga. Conhecida também como síndrome do esgotamento profissional, a Síndrome de Burnout é um distúrbio psíquico marcado pela sensação de exaustão, tensão emocional e estresse crônico gerados pela dedicação excessiva ao trabalho. Basicamente, é quando um trabalhador passa por um estado de estresse tão grande que não aguenta a pressão e “pifa”.

Quando isso acontece, muitas vezes, é necessário até um afastamento do trabalho e/ou licença médica. As pessoas que, geralmente, tendem a passar por este quadro psíquico são os profissionais mais dedicados e perfeccionistas, que exigem demais de si mesmos para alcançar seus objetivos, ou aqueles que estão passando por cobrança excessiva no ambiente de trabalho.


Mommy Burnout: a síndrome do esgotamento na maternidade

Fazendo um paralelo com a síndrome do esgotamento profissional, nos Estados Unidos já se usa o termo Mommy Burnout para se referir à exaustão e estresse crônicos de mães sobrecarregadas em sua rotina materna. Mais uma vez, sentir-se cansada ao final de um longo dia é natural, desde que a exaustão não vire algo constante, atrapalhando as demais atividades e fazendo com que a mãe perca seu interesse e motivação por coisas que antes gostava de fazer.

Assim como no Burnout profissional, o quadro acontece mais comumente com mães que se cobram demais para atingir uma expectativa irreal de “maternidade perfeita”. É impossível ser uma mãe 100% boa em 100% do tempo. Além do esgotamento constante, o Mommy Burnout também vem acompanhado de outros sintomas, como irritabilidade, falta de interesse, motivação e propósito, falta de prazer no cuidado com os pequenos e pequenas, além de pensamentos negativos frequentes. Claro que esses sintomas podem fazer parte de nossas vidas em determinados momentos, por isso é preciso atenção à intensidade e frequência desses sentimentos para saber quando é o momento de buscar ajuda profissional.


3 formas de aliviar o estresse e a pressão da maternidade

É inevitável fugir da sensação de cansaço e culpa que pega as mamães vez ou outra, mas existem algumas formas de tornar a rotina mais leve e prazerosa, para que o lado bom da maternidade possa sempre superar qualquer eventualidade do cotidiano. Confira algumas formas de passar longe do Mommy Burnout:


1. Peça e, principalmente, aceite ajuda. Entenda que você não precisa (e nem consegue) dar conta de tudo sozinha. Divida as tarefas da casa e os cuidados dos filhos com o companheiro e sempre conte com a ajuda de familiares e amigos de confiança. 2. Mantenha relacionamentos fora do seu grupo de maternidade. Tenha amigos para sair de vez em quando, tomar um café, ir a um bar e jogar conversa fora sobre assuntos que não sejam apenas fraldas, filhos e mamadeiras.


3. Reserve um tempo só para você! Que seja 30 minutos para tomar um bom banho, ler um livro, se exercitar ou apenas ficar sozinha e em silêncio, Enfim, o que for possível. Aproveite as outras pessoas que podem dar uma olhadinha no pequeno vez ou outra e use o tempo para você.


O esgotamento das mães é uma realidade, ainda mais no momento de isolamento social em que vivemos. Não é fácil lidar com todos os percalços da maternida de com as crianças em casa em tempo integral, né? E é por isso mesmo que falamos nas dicas acima o quanto é fundamental reservar um momento só para você mesma!

Vale relembrar: caso você sinta que os sintomas estão piorando, não deixe de procurar auxílio médico apropriado. Afinal, você não está sozinha!



Fonte: leiturinha.com.br/blog/mommy-burnout-o-esgotamento-de-maes-sobrecarregadas/

5 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
whatsapp-logo-1.png