Socialização infantil

A socialização infantil é uma das habilidades aperfeiçoadas durante o desenvolvimento cognitivo da criança e representa uma parte muito importante para a formação e o amadurecimento psicológico dos pequenos.



O que é socialização infantil?


A socialização infantil é um dos primeiros processos de aprendizado ao qual a criança é exposta, considerando que durante os primeiros anos de vida a interação com outros indivíduos se torna o seu contato inicial com a sociedade e com seus mecanismos de convívio.


Isto é, a forma como familiares e responsáveis interagem com bebês e crianças até a primeira infância refletem no modo como os pequenos devem se comportar e ainda nas regras e normas que devem seguir dentro em grupos. Logo, é socializando com os adultos que a criança aprende como o ambiente a sua volta funciona.


Esse processo de aprendizado por meio da socialização se estende para a fase adulta, no entanto, as etapas do desenvolvimento infantil vividas até os primeiros cinco anos intensifica a apropriação do conhecimento, facilitando para a garotada lidar com as normas impostas a elas, mesmo que uma fase ou outra da infância apresente certa resistência.


Qual a importância da socialização no aprendizado?


A socialização infantil é fundamental no desenvolvimento do afeto e da empatia, além de auxiliar crianças tímidas no seu desempenho escolar.

Seguindo a ideia de que a socialização infantil faz parte da aprendizagem, o ambiente escolar ganha ainda mais importância nesse processo. Isso porque a sociabilidade deixa de ser um elemento exclusivo dos relacionamentos humanos e passa a ser uma ferramenta para o aperfeiçoamento cognitivo.


Desse modo, habilidades como empatia, solidariedade e afetividade, características que nos tornam aptos para viver em harmonia com outros indivíduos, são fortemente trabalhadas na educação infantil, com as funções motoras, com a memória e com o raciocínio lógico. E, entenda que todas essas diferentes capacidades são treinadas com metodologias pedagógicas específicas que integram tanto fatores intelectuais quanto sociais na dinâmica das aulas.


A pedagogia efetiva é um exemplo dessas metodologias educacionais que visam ensinar conceitos sociais para os alunos por meio da criação de valores e do próprio afeto. Para os especialistas, com essa aproximação entre educadores e estudantes, além da valorização dos sentimentos, é possível transformar a visão do aluno sobre os estudos e gerar um interesse muito maior e proveitoso pela aprendizagem.


A socialização no combate a timidez


Embora seja um traço comum na personalidade da população de modo geral, a timidez é uma das grandes responsáveis pelo mau desempenho escolar e pela perda de grandes oportunidades de trabalho na vida adulta. Dito isso, a dificuldade em interagir com outras pessoas no dia a dia pode prejudicar não apenas a aprendizagem, mas refletir de forma negativa posteriormente na vida pessoal e profissional.


Normalmente, para fazer as crianças tímidas ficarem mais confortáveis em situações sociais, alguns hábitos básicos, que vamos mostrar mais adiante, introduzidos na rotina dos pequenos podem ser suficientes. Já em casos de timidez severa, a abordagem psicopedagógica deve ser adaptada para ajudar o aluno a se entrosar melhor com os outros colegas e até mesmo com a família.


A socialização e os transtornos psicossociais


Por outro lado, para crianças portadores de transtornos psicossosiais, como bipolaridade e ansiedade generalizada, além de outras variações neurobiológicas, como autismo e déficit de atenção, a socialização infantil pode se tornar uma tarefa muito mais complexa e exigir o acompanhamento de médicos especialistas e psicólogos para que o bloqueio social seja minimizado e o pequeno possa ter relações interpessoais saudáveis.


Naturalmente, os transtornos psicossociais ocasionam problemas de aprendizagem, dificuldade de concentração e outros dilemas que prejudicam a experiência escolar do aluno, contudo, seguindo um tratamento adequado e aliando a estratégias pedagógicas personalizadas para o caso em questão, a socialização infantil consegue de contribuir tanto para o aprendizado quanto para a inclusão da criança na sociedade.

19 visualizações

Posts recentes

Ver tudo